Translate

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Bipolar e sem dinheiro no bolso $$$

Tantas coisas acontecendo, tanta coisa pra falar... pensamentos que não me saem da cabeça... vó na uti, vô sozinho, gatinho abandonado, trabalho atrasado, muitas aulas para dá, poucas horas pra dormir, muita coisa pra estudar, poucas horas pra dormir, faculdade de mal a pior, medo de perder mais um semestre, ferias dos alunos se aproximando, medo de ficar sem dinheiro, medo do próximo ano, contas pra pagar, muitas contas pra pagar, pouco dinheiro, remédios, muitos remédios pra comprar, pouco dinheiro, preciso de um novo trabalho mas não sou formada, faculdade ou concurso, concurso resolveria 90% dos meus problemas, medo de trancar a faculdade, medo de não me formar, medo de não passar no concurso, 300 reais do psiquiatra mais 210 reais remédios, ajuda financeira, e quem não tem? Como vivem aqueles que precisam de remEdios, precisam de ajuda mas não tem condições financeiras? Sei lá... ah se eu tivesse o meu lugar, ah se eu tivesse o meu dinheiro... de quem adiantou ser a garota mais bem comportada e mais estudiosa da escola, se hoje sou uma piada nesse mundo? De nada servem minhas qualidades se não tenho uma formação academica, se não consegui uma estabilidade emocional para me encontrar profissionalmente, me culpam e me sinto culpada. Mas, voltando para o que importa... EM SUA CIDADE, EXISTE ALGUMA REDE DE APOIO PSICOLÓGICO GRATUITO? QUANTO VOCÊ GASTA POR SER DEPRIMIDO, POR SER BIPOLAR OU POSSUIR QUALQUER OUTRO TRANSTORNO? EXISTE ALGUM ATENDIMENTO GRATUITO PARA BIPOLARES NA SUA CIDADE?  

5 comentários:

  1. Olá!
    Aqui em Portugal a situação dos bipolares é bem diferente. A doença bipolar é uma doença crónica e como todas as doenças crónicas, no serviço nacional de saúde, tem consultas gratuitas. Tens é que estar de um sítio onde haja consultas de psiquiatria se não é uma grande chatice. Depois o lítio e o acido valpróico são gratuitos para os doentes crónicos. Só os antidepressivos e a olanzapina é que pagas algum valor mas não a totalidade do valor dos medicamentos.
    As tuas melhoras e muita força.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não por isso, mas, sonho em conhecer esse país...

      Excluir
  2. Minha querida.
    Sou funcionário público, já me formei, Era o nerd da escola, tenho minha casinha com toda a família dentro; Te garanto que a falta de dinheiro continua. Assim como a mudança de humor, a culpa por nada dar certo, a ansiedade, a depressão, as crises...
    Mas com o tratamento correto, medicação e muito choro, tudo melhora.
    Força e foco. Siga adiante.
    Abraços
    Bruno Deprê
    www.sobrenomeansiedade.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Louca pra responder, louca pra escrever, e o sistema não deixa. Portanto estou aqui às 4h da madrugada ao invés de estar equilibrando meu humor com um belo sono profundo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Nattasha
    Eu sei o quanto custa ser bipolar! Não é barato! Gastava uma grana com remédios, mais o psiquiatra todo mês e o psicólogo toda semana. Mas aqui na minha cidade tem o CAPS (Centro de Apoio Psicossocial) eu acho que é isso que quer dizer kkkk. E o mais engraçado é que o meu médico é o mesmo que atende lá e a psicóloga tb. Então falei prá ele que não estava mais conseguindo pagar e ele me encaminhou. Agora não faço o tratamento de graça e pego na maioria das vezes o remédio de amostra grátis, às vezes eu compro. Sobre trabalho, eu sou suspeita, pois entrei no funcionalismo público bem antes de saber que era bipolar, então meu conselho é que vc mergulhe de cabeça nessa ideia, aproveite seu potencial para estudar e Deus te abençoe!
    Bjos.

    ResponderExcluir