Translate

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Ritalina × Anaiedade

Hoje foram 4 ritalinas, estou tremendo, coração acelerado. Meu humor está deprimido desde de manhã e como tive que encarar o mundo sem o menor ânimo apelei para os ritalinas. De fato, não me fazem bem, fico muito ansiosa e chorona, mas sem eles fico sonolenta e sem vontade de fazer nada. Então não sei o que é pior...

1o dia sem Vortioxetina

40 dias de vortioxetina e topiramato, 1o dia sem vortioxetina, dormi na casa do namorado e acabou os comprimidos da cartela, por desânimo e irresponsabilidade não fui pegar o remédio na casa da mãe, então primeira noite sem tomar, confesso que agora pela manhã estou com muita vontade de choro, engolindo o choro, mas eu tenho certeza que não foi por não tomar o medicamento pois a falta não é sentida assim tão rapidamente, acho que estou triste e não deprimida,  triste pois estou melhorando e mesmo assim não consigo cumprir minhas obrigações, não consigo fazer nada direito, não consigo encarar meus medos e superar minhas dificuldades, estou na recepção do psiquiatra Dr Euclides pra pegar minha receita do ritalina, acabou, e o sono toma conta de mim... quando eu conseguir me livrar dessa faculdade vou conseguir me livrar desse ritalina...

PRECISO VOLTAR A FAZER ATIVIDADE FÍSICA  ( mais de 2 meses sem fazer)

sábado, 14 de outubro de 2017

Bye Bye Ideação Suicida

Após 39 dias usando vortioxetina e topiramato meus pensamentos suicidas diminuiram bastante,  a angústia diminui, a irritabilidade diminuiu, só a ansiedade que ainda persiste muito, o toc de arrancar os cabelos persiste muito,  a dificuldade de dormir persiste,  talvez pq meu horário biológico esteja louco de novo, não consigo dormir cedo e nem acordar cedo, ainda virando noites. Continuo usando ritalina. Hoje acordei meio dia e tomei 15 mg de ritalina. Estou com mais esperança de sair dessa depressão e ter uma vida mais estável como os outros, mas tenho uma montanha de problemas e pendências pra resolver, meus medos persistem. Ah sim, minha angústia diminuiu, mas meus medos e ansiedades com coisas do tamanho de uma formiga ainda persistem. Será que vou conseguir ajudar alguém um dia?

Humor se Reerguendo...

Meu humor está melhorando, mas, como não consigo ainda fazer o meu melhor fico muito mal. Hoje tentei acordar cedo para comprar o presente de aniversário do meu melhor amigo de infância, pois hoje ele está fazendo uma festinha mas não consegui levantar com o despertador. Levantei meio dia, então nada de presente, nada de festa, e mais uma vez fracassando com meus amigos. Ele sabe que eu tenho um probleminha. Mas não sabe que parei o tratamento e estou recomeçando a viver. Vergonha. Fui madrinha do casamento há 2 anos atrás e até hoje não fui conhecer sua casa nova. Chateada comigo mesma. Pelo menos me livro de enontrar várias pessoas ao mesmo tempo, acho que ainda não estou preparada. Hoje meu humor caiu mas é óbvio que os fatos motivaram, ontem meu humor estava elevado demais, parecia hipomania, talvez pq virei a noite sem dormir. Enfim... vou ver se vou ao projeto das crianças agora. Estou sem carro. Pedir uber? Estou atrasada mais de uma hora. Acho que não vale mais a pena... ai chega. Até quando vou ficar sendo vítima de mim mesma? Podre!

39 dias de Vortioxetina e Topiramato

19 dias sem beber

39 dias sem ficar bêbada

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Monitorando Pensamentos e Emoções RDPD

Segunda  (9 de outubro)

 Humor MUITO elevado. Não tomei topiramato. Coincidência? Duas aulas à tarde!  Dia produtivo! Não fui pra faculdade. Crianças na minha rotina de manhã!

Choro, lembrando da Pitty antes de dormir. Sentimento de culpa, fracasso e saudade.

Terça (10 de outubro)

Choro pós  terapia,vergonha do que falei, fracassos, lembranças, trabalhos, estudos,  desesperança sobre terapia pois não tenho ação pra mudar, não consigo me organizar.

Choro, não estudei pra dá aula, queria desistir, fui,  mas cheguei atrasada,  não me senti útil,  não achei produtivo, choro até dormir, insônia, dormi mais de 4 e 30h.

Quarta (11 de outubro)

Choro, situação: acordei tarde, "me sinto incompetente", sinto vergonha do mundo pelos meus fracassos. Eu nunca imaginei  que meu futuro seria assim.

Angústia pq não estudei pra prova de sexta, fui visitar uma pessoa q precisava de ajuda,  ela precisa de ajuda profissional e eu não posso ser profissional de saúde, quero terminar logo essa faculdade mas parece não ter fim e sinto vergonha das pessoas pelos meus sumiços e reprovações por falta. Angústia pois não consigo resolver pendências da faculdade.

Quinta (12 de outubro)

Choro pq acordei tarde de novo, dormi tarde de novo, insônia,  vergonha da familia do namorado, cunhados.

Choro, angústia e ansiedade porque desmarquei aula pois tinha prova de segunda chamada na sexta e não estudei nada.

Choro pq não estudei nada mesmo tendo MUITO tempo, não estou conseguindo cumprir minhas pequenas obrigações , não estou conseguindo recomeçar. Não estou conseguindo estudar.

Choro, vergonha de ir no banheiro tomar banho pq estou na casa dos outros e acordei tarde devem me achar preguiçosa e não fazem ideia de como é difícil pra mim coisas tão pequenas e nem podem saber nunca.

Angústia pq há um ano atrás estava recomeçando  e agora estou recomeçando de novo e esse recomeço parece não ter fim. CANSADA DE RECOMEÇAR.

Angústia pq não consigo mandar uma mensagem de parabéns muito menos ligar pro meu amigo que faz aniversário hoje.

Angústia porque hoje é o dia das crianças e não estou com meus irmãos e não comprei nada para eles. Não estou conseguindo fazer nada que preciso fazer. Cansada de nunca conseguir atender as expectativas de ninguém muito menos as minhas.

3 horas da madrugada: insônia MUITO CHORO MUITA ANGÚSTIA, não consegui estudar pra prova, não sei mais o que fazer, não posso reprovar por falta e não quero trancar pq não quero fazer essa cadeira pela terceira vez, não consigo dormir, MUITA ANSIEDADE, coração acelerado, MUITO MEDO E VERGONHA,  vou ter que fazer a prova mesmo sem estudar, e depois vou mandar um e-mail perguntando sobre af, é vergonhoso mas não posso mais recomeçar essa cadeira,  não aguento mais recomeçar,  minha vida é fácil,  não passo fome, não tenho filhos pra educar nesss mundo cruel,  mas é tudo difícil pra mim, tudo aversivo e desmotivante, sinto vergonha de ser assim, pq sofro há tanto tempo e não sei o motivo de tanto sofrimento?  Se tenho uma doença pq não fico boa com a medicação? por mim eu já teria desistido há tempos de tudo, me sinto cansada de lutar contra essa dor e esse medo que não faço ideia de onde vêm. Será que tudo isso se resume a minha baixa autoestima?  Mas minha baixa autoestima pode ser consequência disso tudo pois lembro que até meus 10 anos eu tinha uma autoestima bem elevada. E depois veio a bulimia e todo o resto. Minha alma está cansada. Muito cansada.

Sexta (13 de outubro)

Meia hora de sono. 2 ritalinas às 5 horas. Banho. Faculdade. Ansiedade. Segunda vez que vou fazer uma prova sem estudar, nota baixa, vergonha da professora,  segunda vez que faço essa cadeira. Segunda chamada no lugar de outra aula que não posso faltar, encontro com professor na cantina, olhos cheios de lágrimas, não precisei explicar minha última falta pq ele disse que estava doente, total de 3 faltas, ainda no limite, alívio pois não precisei me expor,  menti dizendo que iria pra aula depois da prova mas tinha esperança que talvez fosse, v conseguisse pois me senti capaz na hora,  vergonha de não ter ido. O homem da cantina disse "affe maria chorando uma hora dessa" comentando com outra mulher e não tinha descido uma lágrima,  ou seja, A  SOCIEDADE NÃO PERDOA MESMO

Situação: casa da mãe,  conversa e brincadeira no celular com o irmão Carlinhos, humor ótimo. Tomei banho, lavei cabelos, depilei, sensação de competência.  Saí às 14h pra dá aula pra minha aluna Gisele. Melhor aula de todas, não a aula, a Gisele!!! Ele estava um anjo na terra!!! ♡  Me senti muito feliz com a mudança do seu comportamento, pois sinto que enfim depois de quase um ano estou conseguindo conquistar essa garota, é um super desafio.

Momento de indecisão: saindo da Gigi, pra onde vou? Pro namorado? Pra Tha? Ou pra mãe? 

Sábado (14 de outubro)

Não acordei cedo. Nao ouvi o despertador. Acordei meio dia. Casa do namorado.  Durmi duas da madrugada. Namorado passou madrugada fora fumando cannabis na casa do melhor amigo que agora mora perto perto dele infelizmente. Namoro por um fio. Logo agora que tinha esperança dele começar o tratamento em 2018 e começar a lutar contra seus vícios. Ele sempre me ajudou nas minhas lutas. Queria poder ajudá-lo também. Ele só precisa querer ajuda. Nao comprei presente do amigo portanto não fui a festa de aniversário à tarde. Fracasso. Então resolvi ir para o projeto das crianças às 14h mas também não fui. Fracasso completo. Até quando vou me permitir?

35o a 40o dia de volta ao tratamento:
25mg topiramato
10mg vortioxetina

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Topiramato ou Coincidência

Ontem eu tive uma melhora de humor extrema. Foi incrível. Na verdade fiquei até com medo. Parecia um início de hipomania clara. Mas do nada? Minha hipomania não funcionava assim.Eu até fiquei cheia de esperança achando que era de fato o início do recomeço, meu humor estava melhorando e até enviei mensagem pro meu pai. Percebi que ontem de manhã não tomei o topiramato. Esqueci. Só tomei o antidepressivo da noite anterior. Será que o topiramato está me atrapalhando? Hoje de manhã tomei o topiramato e tomei o ritalina. E por incrível que pareça já de manhã saí de casa me sentindo angustiada e ansiosa. Sentia tremedeira nas mãos e boca e vontade de chorar. E assim foi o resto do dia. Chorando e engolindo o choro. Ontem foi um dia produtivo, dei duas aulas e ajudei uma amiga a olhar seus  meninos enquanto ia fazer um bico. A noite ainda ganhei presentinhos da vó do meu aluno, umas roupinhas. Dormi na casa do namorado, jogamos perguntados no celular pra me animar ainda mais. Meu irmão Carlinhos me apresentou. E só chorei ontem quando lembrei da Pitty. Mas consegui ficar calma. Ontem tive insônia, dormi 4 e meia da madrugada ou mais. Talvez eu não tenha transtorno bipolar já que os remédios não estão funcionando ou talvez a dose esteja errada, porém só vou na médica dia 23.

Química do Dia:

vitamina D
Lavitan A-Z
Ferro
Ritalina (3) 10mg
Vortioxetina 10mg

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Ritalina e meu coração...

Mais uma vez meu coração parece que vai pular pela boca de tão acelerado. Minhas mãos não param de tremer. Até ontem de manhã estavas a chorar muito. Mas dei uma melhorada no humor. Ontem dormi aqui na minha mãe e interagi muito com o Carlinhos meu irmão de 11 anos. Hoje acordei melhor, tomei ritalina de manhã e depois do almoço, também bebi café de manhã e dois copos de coca cola no almoço. Estou sentindo muita ansiedade, muita agonia e muito medo. Mas não estou sentindo aquela vontade de morrer aquela dor da angústia sem fim. Queria mesmo ficar sem o ritalina. Mas é muito difícil encarar o mundo sem ele, sinto sono o tempo inteiro, não consigo cumprir todas minhas obrigações com ele e sem ele não consigo cumprir nada. Preciso recomeçar pela milésima vez, mas não vejo motivação em nada. So vejo que estou com mil pendências da faculdade, e mil pessoas pra responder por e-mail e pelo Whatsapp. Me sinto desmotivada e paralisada.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Resistência

25 dias tomando vortioexetina e topiramato, muita angústia ainda, muito desespero, muito choro, medo de que os remédios não façam mais efeito, foram muitos anos, muitas tentativas, não aguento mais isso,  não queria tomar remédios,  não sei se eles são a solução disso, soube q a consulta com a psiquitara passou e ela viajou, não sei se vou ter o dinheiro quando ela voltar, estpu tentando juntar, mas liguei e marquei uma psicóloga pelo plano de saúde, tá muito difícil, pq achava que se eu tenho mesmo transtorno afetivo bipolar como os médicos disseram há 6 anos atrás e agora depois de um ano voltei a tomar os medicamentos,  pq não estou melhorando? Na verdade a vontade de morrer diminuiu, mas angústia, a incapacidade, a falta de energia, o desânimo,  o medo das pessoas, o choro, ter que engolir esse choro, fingir estar bem o tempo todo, não sentir vontade de nada, a não ser dormir e ficar sozinho, até  quando?

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Álcool x Ritalina × Medicamentos

Estou conseguindo ficar longe do álcool. Ontem foi bem difícil, pensei que ia morrer de novo de tanta angústia, queria o álcool mais que tudo pra aliviar, alivia muuuuuito. MAS NÃO BEBI, decidi levar a sério esse tratamento. Ontem meu namorado falou que nunca fiquei um ano inteiro tomando os medicamentos corretamente. Os médicos dizem que o álcool atrapalha muito o tratamento. Então vou confiar pois depois de tanto sofrimento vou ter esperança que eu possa ter um pouco mais de estabilidade. Estou tentando diminuir os ritalinas. Hoje APENAS 3 RITALINAS,  estou muito feliz com isso, muito mesmo, não foi fácil. Mas consegui.

Manhã:
Topiramato 25mg
Ritalina 20mg

Tarde:
Ritalina 10mg

Noite:
Vortioxetina 10mg

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Derrota x Faculdade

Ao contrário da terça que terminei o dia cheia de esperança por ter conseguido com muito esforço ir pra academia e pra faculdade. A quarta foi uma derrota, tinha apenas quer ler 4 textos e fazer uma prova na quinta. Ansiedade angústia e sentimento de culpa tomavam de conta. Deu uma hora da madrugada e eu não parava de chorar, li um texto mas o resto já não entrava, já não conseguia mais me concentrar. E a tricotilomania voltou com tudo.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Melhora no Humor e Exercício Físico

Ontem acordei às 6h com 3 ritalinas, ia no médico do plano de saúde resolver como iria ficar meu tratamento agora, mas tive um imprevisto com meu cartão do plano. Meu namorado pegou um ritalina meu, agora ele voltou a usar, e só não estou detestando pois o está ajudando a largar o cigarro. Ontem a tarde consegui ir pra faculdade tomando um ritalina, foi muito difícil. Lá encontrei uma professora querida que há tempos tenho vontade de conversar e desabafar a prof. Esther, mas não tive coragem ainda de sentar e contar.  Me senti bem por ter conseguido ir pra faculdade,  a ritalina ajudou  na questão  do sono e desânimo. Ainds está muito difícil. O professor faltou, tinha que aproveitar pra fazer atividade física. Comprei dois guará  mix de açaí e um red bul pra conseguir ir pra academia à  tarde. Fiquei criando coragem durante 3 horas mas às 19 e 30 fui pra academia. Corri na esteira e fiquei muito feliz só por ter conseguido ir.  O exercicio me fez muito bem. Foi muito difícil mas a sensação de conseguir é única.  Mas não estou pensando em morrer 24 horas por dia isso significa que o remédio pode estar ajudando a regular alguma coisa nesse cérebro maluco. Fui dormir na casa do meu namorado e estava muito feliz por 3 conquistas:

1 consegui ir pra faculdade
2 consegui ir pra academia
3 consegui pagar meu cartão de crédito

Eu estava devendo e atrasando meu cartão de crédito há 2 meses por conta de um tratamento de saúde da minha cadela história que será contada em outra oportunidade.

Não tenho nenhum centavo na conta, mas com trabalhinhos extras consegui pagar meu cartão de crédito e estou muito feliz com isso.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Mais um dia difícil... meus 11, 12, 13, 15 anos

Vim aqui escrever pois um dia quando eu estiver saudável (se esse dia chegar) quero vim aqui relembrar esses dias para que eu não esqueça o quanto era difícil e o quanto eu preciso me cuidar.

De fato desconfio que talvez eu possa ter mesmo esse tal transtorno bipolar,  meus sintomas na adolescência ja gritavam tanto que tina algo errado, algo já incomodava aí veio o alcool aos 11 anos, os transtornos alimentares aos 12 a depressão aos 13 a tricotilomania aos 15 tinha alguma coisa que não tava legal, sentir cada vez mais necessidade do álcool tão nova, não se sentir bem consigo e nem com o corpo mesmo não sendo feia. Foi tudo tão difícil e eu achava que tudo seria mais fácil quando eu saisse da escola e entrasse na faculdade. Eu achava que o problema estava no meio, no ambiente, nas pessoas, no mundo, mas o problema estava dentro de mim. Quanto mais eu penso no hoje mais eu lembro que isso tudo não é de hoje...

Aí vem aquela pergunta:

Isso é uma doença ou uma personalidade insuportável? As consequências são trágicas pois afetam a nossa questão de sobrevivência. To cansada. MUITO!  Eu tinha sonhos, mesmo com uma adolescência conturbada eu conseguia sonhar, eu imaginava dias melhores, eu imaginava uma carreira, uma família, viagens, ong, projetos sociais... eu tinha sonhos.

Não consegui ir pra faculdade,  faltam 3 semestres. Medo de perder minha vaga. Medo do meu futuro. Meu único sonho é conseguir levantar e cumprir o máximo de obrigações do dia. Eu preciso aguentar isso mais um ano. Preciso persistir no tratamento.

Esquema:

Vortiextina
Topiramato
Ritalina

domingo, 17 de setembro de 2017

Ritalina Taquicardia Depressão

Em março do ano passado (2016), postei falando sobre o ritmo acelerado dos meus batimentos cardíacos por causa do ritalina. De fato, não adianta negar que o ritalina é um medicamento potente, de muitos efeitos colaterais e que causa dependência. Mas preciso salientar também que isso também pode estar associado ao seu mau uso, pois hoje sou dependente pois fiz uso indiscriminado.  Como toda droga a dependência vai de "depender" de quem usa e como usa. A diferença do remédio e do veneno está na quantidade ne? Enfim, o que vale mesmo é o custo benefício pois há quem tome e não sinta os efeitos colaterais ou sinta mas os efeitos benéficos do medicamento compense e muito. Eu acredito que o ritalina la 20 mg seja tranquilo para um uso adequado, agora o ritalina 10mg não sei não, eu desconfio muito dessa droga.  Mas... afinal pq vim escrever isso? 

Vim aqui trazer 3 considerações sobre o ritalina, dizer que entendo pq a psiquiatra Ana Maria suspendeu o ritalina quando entrei em depressão.

O psquiatra dr Carlos tinha razão os batimentos aceleram sim e muito quando usamos o ritalina em depressão parece que vamos ter um infarto de tão acelerado que fica. De fato duvidei do que ele falou, achei que ele tivesse defendendo ritalina, não é pra tanto, mas tive q voltar ao normal e o medicamento fez efeito normal coração voltou ao normal. Agora que entrei em crise depressiva de novo forte, coração acelera quando tomo o ritalina, foi quando numa dessas batidas achando q ia morrer eu lembrei das palavras dele no dia. Explicando pra mim minha filha não adianta tapar o sol com a peneira o ritalina não vai resolver o seu problema de humor. E a última consideração sobre o ritalina é que a psiquiatra Patricia disse que o ritalina ia piorar minha depressão pediu q eu diminuisse pra 5mg por dia como se fosse fácil.

Gratidão

Obrigada Senhora do Trevo pelo apoio, não consigo acessar o site pelo meu login só pelo aplicativo por enquanto. Talvez os medicamentos estejam ajudando mesmo, pq o choro e os pensamentos suicidas diminuiram bastante. Só muito sono, moleza e desânimo. Preciso fazer exercício físico ne? URGENTE! Preciso deletar o álcool. O álcool entrou na minha vida aos 11 anos e ele sempre foi uma válvula de escape, mas acho que está na hora de eu levar o tratamento a sério. Pelo menos 3 anos no mínimo. Acho que tenho que aceitar que sou diferente e que preciso me adaptar pq não consigo ter uma vida normal. Não consigo terminar uma faculdade, ter uma rotina, ter um trabalho,  ter um compromisso. Tenho medo do meu futuro. Tentei esse ano com toda "força de vontade" ter uma vida normal sem remédios mas cada dia era um monstro e o vício na ritalina e no álcool so aumentaram. Estou realmente querendo ter esperança que minha vida possa melhorar nem que seja daqui a 5 anos. Quero muito um dia da meu testemunho como a Senhora do Trevo de altos e baixos mas de um pouco de paz e de talvez até ter um filho quem sabe? Pq não me sinto mais capaz de ter filhos. Não estou conseguindo cuidar bem de mim... quero muito que essa fase passe. Quero que daqui a dez anos eu esteja rindo de tudo isso. Amém.

sábado, 16 de setembro de 2017

Cheirinho de esperança

11o dia do retorno ao antidepressivo

Hoje senti menos angústia, menos irritação, menos mal-estar, chorei  menos, senti muito sono mas terminei a noite me sentindo um pouco melhor que ontem. Comprei a caixa de brintellix 60 comprimidos 370 reais. Dividi em 5 parcelas. Gratidão a Deus em primeiro lugar, às orações, a minha família,  ao meu namorado. Espero segunda conseguir voltar a minha rotina e encarar às pessoas pois essa semana foi nula, só fui um dia. Espero conseguir fazer algo de útil amanhã.

Drogas do Dia

50mg ritalina
10mg vortiexetina
Topiramato
200ml alcool

terça-feira, 12 de setembro de 2017

11 de setembro

Resumo de ontem:

Acordei com dois ritalinas de 10mg, consegui ir pra faculdade, assisti aula de 8h às 12h chorei pouco durante a aula, mas foi bem difícil engolir o choro. Senti muito sono. Almocei na casa da minha mãe. Engoli muito choro. Muito angústia e mal-estar. Às 13h tomei outro ritalina e saí pra ensinar. Coração acelarado como sempre. Quando voltei me deitei, chorei e depois não consegui fazer mais nada. Não consegui levantar mesmo com outro ritalina. Não consegui ir pra academia como eu planejava e nem para o grupo de oração. Dor de cabeça. Dor na lombar. Alergias. Insônia.

Drogas do Dia:

Dorflex
Loratamed
Ritalina
Topiramato
Brintelex

Vitória:

Nenhuma gota de álcool

domingo, 10 de setembro de 2017

Recaída

ontem bebi duas cervejas pois não aguentava a sensação de mal estar, angústia,  no na garganta, cabeça ardendo, dor muita dor...

Depois veio o desespero, o choro,  os pensamentos de morte. Levou muito tempo pra eu conseguir me acalmar e dormir. Meu namorado como sempre me ajudando a sobreviver. Ele não me deixa sozinha. Queria muito ser normal. Sentir como uma pessoa normal. Viver como uma pessoa normal. Mas cada dia que passa fica mais difícil e eu não sei pq isso acontece comigo. Não sei se de fato transtorno bipolar é problema que preciso controlar com remédios pro resto da vida, não sei se algum dia vou encontrar um remédio que me ajude nisso, ou se é um fardo que vou ter q carregar pro resto da minha vida. Muito difícil ver tudo tranquilo ao seu redor e não sentir vontade nem de levantar e não saber e não fazer ideia do pq... sinto vergonha de ser assim, de não conseguir sentir o que as pessoas sentem, mas eu não tenho culpa, eu não quero ser assim, desde a infância percebo hoje que tinha algo diferente com minhas emoções,  na adolescência piorou, agora na fase adulta já perdi as contas de quantas crises graves eu já tive, to ficando cansada mesmo. É muito triste ver alguém sem querer viver ou querer tirar sua vida, mas só sentindo pra ter ideia do que estar vivo estando morto por dentro, viver por obrigação pra não fazer ninguém sofrer. Ninguém tem culpa de vc ter nascido com esse problema, não é justo estragar a vida dos outros assim. Mas deveria existir algo que pudesse ser feito quanto a isso ou pelo menos internar ou estudar o cérebro pra tentar entender o motivo pq eu e tantas pessoas vivemos por obrigação e fingindo pros outris sentir prazer em viver enquanto na verdade cada segundo é uma tortura.

Estou no 6o dia antidepressivo brintelex, sinceramente não acredito que va fazer efeito, depois de 10 anos tentando, jaja acaba a amostra grátis. Amanhã vou em outro psiquiatra explicar minha situação financeira,  pedir opinião sobre esses 2 remédios brintelex e topiramato. E deixar nas mãos de Deus minha vida.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Nova Psiquiatra Novo Remédio

Paguei 150 reais em uma consulta popular atrasando ainda mais meu cartão de crédito. Ela me passou vortuexetina (esqueci como escreve) e topiramato. O primeiro um comprimido antes de dormir e o segundo um comprimido de 25mg ao acordar. Porém o primeiro custa 318 reais uma cartela com 30 comprimidos e o segundo 58 reais. Estou com uma amostra grátis do primeiro e comprei o segundo. To com esperança de melhorar um pouco dessa anedonia, dessa depressão profunda, desses pensamentos, desse desespero e desesperança. Mas com um remédio caro assim?! Sem condições. Mas uma vez levanto aquela questão sobre ter problemas psicológicos e financeiros,  como fazer? Pq um complica o outro... muito difícil. Não entendo a causa desse transtorno. Não tenho uma vida difícil ou ruim. Sou amada. Não entendo pq sinto essa dor todos os dias, essa falta de vitalidade. Quanto mais eu leio mais eu vejo que ninguém sabe de fato a verdade as razões para isso, existe discursos de todos os tipos os tipos mas nenhum foi capaz de propor uma solução eficaz pra quem sofre desse mal como eu. Ficam testando remédios,  abordagens psicológicas ou dizendo que é falta de Deus ou carma de vidas passadas. Enfim, seja o que for, percebo que vou ter que carregar esse fardo por muito tempo pois não posso estragar a vida da minha família com um ato insano. Mas também não vou conseguir ter uma vida saudável e bem sucedida como  eles esperam, cada crise percebo que fico mais burra, minha memória fica mais fraca, meu raciocínio não é mais o mesmo, eu não sou mais a mesma, aquele tempo de passar pra medicina sem estudar não me pertence mais, só não queria sentir vontade morrer todos os dias, queria ser uma pessoa normal.

Setembro Amarelo

Incrível como logo nesse mês ser o que eu estou mais em crise e mais a beira da loucura.   Nem parece coincidência. Parece cuidado Divino.

Na semana em que o Pe. Fábio de Melo assumiu sofrer de síndrome do pânico, o ator Eduardo Sterblitch revela que também possui transtornos psicológicos e faz psicoterapia. Um padre, um comediante. Isso te diz algo? Se não diz, vou explicar: Às vezes aquele seu colega que convive com você todos os dias, aquela pessoa que conta piadas, divertida, passa por problemas que você desconhece. E não é porque ele te faz sorrir, que ele não enfrente um monstro por dia e que você não sabe nada a respeito. Seja gentil com todos! Mais de 18 milhões de pessoas convivem com transtornos de ansiedade no país ou até mesmo problemas bem maiores e nem todas demonstram chorando. Abrace, ofereça seus ouvidos pra alguém que precisa desabafar, e nunca diga que é drama, falta de Deus ou bobagem. Bobagem é o nosso preconceito! Tenha empatia! Cuidemos de nós e uns dos outros! AMOR!

💛 Setembro amarelo

Autor Desconhecido

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Início de uma nova fase depressiva...

Sinto-me sem energia, fraca, com muito sono, angustiada, com muito medo, nó na garganta, desesperança,  desespero. Ja foram 7 psiquiatras, 2 psicólogas e muitos remédios. Remédios como fluoxetina, venlafaxina, quetiapina, acido valproico, lítio,  ritalina... e ainda não me curei. Será que transtorno bipolar é uma doença que preciso aguentar mesmo pro resto da vida? Será que tem algo espiritual no meio? Pq é muito sofrido viver sem sentir vontade de viver. Viver sem sentir prazer em nada,  viver como obrigação. E quando temos que correr atrás de sobreviver financeiramente nessa condição?  Nossa, como é difícil levantar escovar os dentes imagina lutar por uma vaga por um emprego nesse mundo tão competitivo que não se dorme mais. Tenho medo do meu futuro. Tenho medo do meu presente. Tenho medo de não cobseguir terminar minha faculdade. Sinto vergonha daa pessoas por não ser como elas, não sentir como elas, não viver uma vida normal. Tinha esperanças de ajudar pessoas que sofrem como eu mas não consegui me ajudar, já são 10 anos sofrendo e nunca consegui ficar um ano completo sem ter aquelas pensamentos de fuga de sumir. Não sei mais o que fazer... Não queria voltar a tomar remédios pois nunca funcionaram mesmo, mas vou voltar amanhã para uma psiquiatra que ajudou o meu primo. Tenho que entregar minha condição nas mãos de Deus, pedir que Ele faça um milagre, pq a ciência ainda não conseguiu me ajudar.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Primeira Crise de Hipomania

Minha primeira crise de hipomania foi aos 18 anos, aconteceu uma mudança brusca do meu humor uns 2 meses depois que eu comecei a tomar o cloridrato de fluoxetina. Eu estava muito feliz como nunca tinha me sentindo,  emagreci 8kg em um mês e estava com a auto-estima no céu. Antes disso estava deprimindo, com fobia de dirigir,  com tricotilomania e na pior fase da bulimia. Minha compulsão alimentar estava no seu auge,  a ponto de eu comer uma lata de Nescau inteira e depois induzir o vômito pois era o que tinha na hora pra comer. Lembro de muitas coisas, impossível contar tudo. Por isso vou contando aos poucos pra me lembrar como meus sintomas emocionais são antigos e de vários aspectos. Queria tanto me curar.

Eu comecei a tomar fluoxetina pois comecei um tratamento no Hospital Universitário para bulimia. Porém eu não sabia que era um antidepressivo. Tanto que quando comecei a virada de humor a primeira coisa que fiz foi esconder os comprimidos e parar de tomar pq eu comecei a achar que me dava sono,  quando na verdade eu comecei a sentir sono pq eu não estava dormindo mais. E parei de tomar o antidepressivo do nada, enquanto eu tomava 3 comprimidos por dia no mesmo. Foi então que depois que passei no vestibular e tirei minha carteira de motorista e antes mesmo de começar as aulas do curso de enfermagem tive minha primeira cruel, profunda e terrível grande crise depressiva. Foi um ano e meio lutando sem nenhum acompanhamento médico e psicológico,  foi um ano e meio lutando contra ideias de suicídio. Como era difícil viver sem a menor vontade de viver. Mas sobrevivi...

Agora estou entrando em mais uma crise. Não aceito. Preciso me curar. Nem que eu volte a tomar os remédios... tava tão feliz pois esse mês completa um ano sem depakote e 10 meses sem venlafaxina.

sábado, 26 de agosto de 2017

Angústia e Depressão

Sinto uma angústia e uma dor inexplicável,  não faço a menor ideia do meu propósito nesse mundo. A verdade é que a cada dia que passa sinto menos motivação pela vida e sinto muita vergonha por ser assim, tanto que vim aqui desabafar no anonimato ao invés de pedir ajuda. Todas minhas tentativas de pedir ajuda foram em vão pois apenas consegui me senti pior por ser vista como culpada por ser vista como fraca perante a vida. A verdade é que de fato me sinto fraca, às vezes penso que preciso muito ajudar as pessoas ja que não consigo me ajudar mas a minha falta de energia e motivação me atrapalha todos os dias. Essa angústia faz prte da minha vida desde a infância, e eu não sei por qual razão ela se faz presente. Não importa o que eu esteja vivendo sejam dificuldades ou facilidade ela insiste em me perseguir, será que preciso conviver com essa angústia pelo resto da minha vida? Hoje mais uma vez fiz uso de drogas para encarar o dia, tomando ritalinas para me estimular a levantar e usando o alcool para acalmar o excesso de pensamentos e anestesiar um pouco a dor dessa angústia que insiste em me fazer companhia. Sei que estou me matando aos poucos mas não consigo fazer o mínimo que esperam de mim sem apelar por esses meios destrutivos...

domingo, 13 de agosto de 2017

O alcool e minha fuga...

Hoje mas um dia que não resisti ao álcool para aliviar minha ansiedade e mente descontrolada.
Dias dos Pais, reunião com a família. Estranho amar mas não se sentir bem, estranho ser amada mas não ser respeitada. Pq não podemos ser o que somos simplesmente e ao invés disso temos que ser o que esperam e também sem perceber esperamos que os outros sejam como esperamos?  Tanta coisa na  cabeça... melhor nem começar...

domingo, 2 de julho de 2017

Registros Diários de Pensamentos Disfuncionais (RDPD)

Eventos situacionais: (dia, hora, situação)

Eventos emocionais: (sentimentos, reações corporais)

Eventos cognitivos relevantes: (pensamentos e imagens) 

Como assim parei os medicamentos?

Neste momento estou tomando azitromicina,  cetoconazol, loratadina, dexametasona, dorflex, torsilax e o de rotina ritalina. Estou com crise de rinite, crise de alergia no corpo todo, infecção  bacteriana na boca, infecção fungica na perna e muita dor de cabeça. Tudo isso com menos de 30 anos de idade. Não sei se meu fígado vai aguentar mais 30 anos.

Estou atrasada e devendo trabalhos pra minha equipe na faculdade mas estou com muita dor, muita, não consigo fazer nada! Quero saúde quero paz, que difícil...

terça-feira, 27 de junho de 2017

Parei os medicamentos em...

Parei o depakote ER 500mg em julho de 2016 portanto amanhã fará 1 ano sem estabilizante de humor.

Parei o venlanfaxina em setembro de 2016 portanto vai fazer 10 meses sem antidepressivos.

Continuo fazendo uso do ritalina mas de modo particular e não de acordo com a prescrição médica que eram de 2 por dia.

Atualmente vou ao psiquiatra pela Unimed apenas para pegar receita, o Dr. Euclides. Depois contarei as histórias dele. Anteriormente ia para um psiquiatra particular que custava 300 e agora custa 400 se não me engano, mas não tenho mais condições para isso.

Estou em um momento difícil devido o adoecimento de minha cadela atrelado a problemas financeiros pois ainda não me formei e nem possuo trabalho fixo devido minha faculdade ser em turno integral.  Apesar dos problemas estou usando a atividade física como antidepressivo e por mais que eu tenha dias difíceis nunca mais entrei em uma crise depressiva profunda.

Estou a procura de um bom terapeuta da tcc que tope fazer terapia pelo plano. Depois de estudar as várias psicologias vejo que é a que melhor se adapta a mim.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Aborto x Condenação

Condenada a viver nesse mundo...

Será mesmo que eles tomaram a decisão certa quando desistiram do aborto?

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Carro Novo - Casa Nova (medo)

To bem! Muita cansada fisicamente mas estou muito bem psicologicamente. O segredo do meu organismo é correr e caminhar muuuuuuito! Dormir agora.. nem acredito!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

ritalina-taquicardia-privação de sono

Mais uma noite inteira sem dormir. Desorganização total. Comecei meia noite e parei às 2:30h.  Prova ás 9 horas. Mas não consegui dormir. Estudo incompleto.  Rolando na cama e nada. Despertador para 5:50 para tomar o rita e levantar 6:50. Rolo mexo e nada. Olho a hora 4h. Sem um pingo de sono. Depois 5h e nada. Mexo no celular. Escrevo. 5:40h tomo 15 mg de ritalina. Uma banda e meia. São 6:33h. Estou tremendo, mãos tremendos e suando. Coração a mil por hora, parece um terremoto sem fim, parece que dentro de mim te um ser vivo chutando e não está no útero. Lá vem a ansiedade e sabe aquele pouco que estudei pra minha última prova? Pois é , foi desperdiçado com essa ânsia que toma conta de mim nesse momento. Vou contar um "segredo" pra vocês: o metilfenidato conhecido como ritalina causa taquicardia e arritmia. Ahhhh não é segredo né? Pois é, quem tem coragem de da uma droga dessa tão fodastica pra um organismo de 5 anos de vida se desenvolvendo? Gente, não estou aqui pra condenar a droga, condenar o uso muito menos para condenar quem toma ou da pro seu filho. Quero alertar que por trás da milionária indústria farmacêutica existem mortes que não estão sendo relatados e catalogadas da maneira que deveriam. Será mesmo que a ritalina é a solução para nossas crianças? Será mesmo que seus efeitos colaterais não vão afetar a saúde delés em sua fase adulta? Precisamos conversar!!! Precisamos ficar atentos a tudo isso!!! Não existem pesquisas que mostrem os malefícios dos remédios pq a indústria farmacêutica não está interessada nisso. E quem está? Quem vai pagar pesquisas para o nosso bem? O governo? Se for do meu país vamos rir, pq aqui quem manda é o dinheiro. Quem quiser comprar o Brasil é só chegar, infelizmente!

Gente, eu sou dependente química e sei o mal que as drogas tem me feito. As drogas precisam ser usadas da maneira correta para o nosso bem. Mas eles estão fazendo usarmos drogas para previnir doenças.

Isso é loucura! Até quando?!

Hoje vou chorar e sentir dor. Consequências de não dormir. Sempre assim. Pq não aprendo papai do céu?

Ritalina Taquicardia Dor nas Articulações

Preciso colocar logo aqui... Além de taquicardia, insônia, boca seca e extrema ansiedade... tenho sentido muita dor nos joelhos após tomar o ritalina. Não entendo a relação disso. Mas não estou doida. Nem tanto. Meu joelho dói e ficam pesados uma hora depois do comprimido. Estou diminuindo aos poucos... estou indo nem... drogas do dia: ritalina e café! Somente!

Muitas Coisas

Muitas coisas acontecendo, que eu não tenho nem coragem de contar aqui. Enfim, pontos positivos: choro sob controle, ritalina reduzido drasticamente, coca cola abolida, caminhada e corrida quase todo dia (e com música). Pontos negativos: noites sem dormir, ambiente físico desorganizado, pensamentos confusos, dificuldade em decidir o futuro do meu namoro. Vontade louca e inesperada: de ser mãe (acho que é a idade chegando, jaja 29 anos) lá vem meus 30 e eu sem saber o que quero da vida, odiando meu pseudo trabalho e odiando minha faculdade. Jaja vou fazer a última prova do semestre e depois só mais um trabalho. Vontade de largar essa faculdade mas não posso fracassar de novo. Papai do céu me ajude, pra onde eu corro senhor? Pq quanto mais confusa eu fico mais eu faço bobagens...